terça-feira, 28 de junho de 2011

META REAL! O que é e como surgiu!

video

Oi pessoal,
tudo bem?
No último domingo tivemos o evento comemorativo do Jubileu de Prata da Meta Real! Foi um momento mágico que compartilho com vocês no vídeo acima.
Sempre me perguntam como surgiu a Meta Real. E como falo muito da minha experiência como aluna da Meta Real e da minha Orientadora na época fica a curiosidade sobre a mesma.
Lembrei de um impresso que continha a história da Meta Real e da Maria Eliza e postei aqui para vocês:
As atividades da Meta Real iniciaram-se em abril de 1986. Pela sua proposta inovadora de trabalho, gerou polêmica desde o início.
Apesar de alguns "pensarem" que era um método parecido com algum outro, quem polemizou se enganou! Desde o primeiro momento, o conteúdo do nosso trabalho se destacou do "frio" comércio de emagrecimento que tanto conhecíamos e, cada vez mais, vem se distanciando dos trabalhos convencionais de "perda de peso" que, ao final, acabam alavancando as pessoas para a privação e abuso!
Nesse ano estamos completando o Jubileu de Prata! São 25 anos fazendo história, emagrecendo e transformando a vida de muitas pessoas!
Tudo começou com a própria vivência da obesidade de sua idealizadora e fundadora, Maria Eliza Zuccon:
"Vivenciei a experiência da obesidade desde a adolescência até os 43 anos de idade e, por mais ou menos 30 anos, pude fazer tudo o que chegava ao meu conhecimento, na tentativa de emagrecer definitivamente.
Fiz simpatias, jejum, dietas hipocalóricas, enfim, o que aparecesse no mercado. policiava meu peso o tempo todo pois, por mais eficiente que fosse o emagrecimento conseguido, se quisesse mantê-lo teria que me submeter a outra dieta ETERNA: a manutenção.
A manutenção mantinha o meu corpo no peso, porém os quilos "perdidos" no corpo ainda estavam alojados dentro da minha cabeça, ou seja, eu continuava com a "mente gorda"; isso era muito pesado de se carregar! A sensação era bem pior do que aquela da obesidade no corpo: imaginem 17 kg comprimidos dentro do meu cérebro querendo se expandir o tempo todo.
Até então, achava que emagrecimento era mais uma questão física do que emocional.
Como sou química, comecei a pesquisar e desenvolver o Programa Alimentar que me foi muito útil. Adotei um balanceamento alimentar muito eficaz que atende às necessidades nutricionais mais básicas. Já foi um grande passo, pois fiquei livre da sopa!Simultaneamente, observava as pessoas de peso normal. Percebi que elas não sofriam para manter o peso, e mais, comiam o que lhe apetecesse. Percebi também que, na natureza, manter o peso é natural e não precisa de força de vontade. Com estas conclusões, comecei a "remoer" uma grande pergunta:
- "Haverá um modo de se alimentar e pensar como os magros, que garanta um emagrecimento definitivo e que seja sem traumas?"
Comecei a buscar respostas. Pesquisei muito através da observação dos comportamentos das pessoas magras autênticas, de leituras, cursos de automelhoramento e autoestima.
Comecei minhas pesquisas em 1985, e daí não parei mais. Foram muitos cursos e autores que ajudaram a emagrecer a parte mais difícil do meu corpo: a minha cabeça! Entendi que só remédios e dietas eternas (a parte física do processo) pouco adiantavam. Entendi, também, que a obesidade é efeito e não causa, e com isso percebi que o trabalho com a parte emocional era fundamental no processo de emagrecimento e, principalmente, na manutenção do peso conseguido.
Resolvi, então autoanalisar-me (com toda a bagagem que adquiri). Relembrei a primeira vez que engordei. Quis saber quais os acontecimentos que poderiam estar ligados com o aumento do meu peso. Qual ou quais os sentimentos que vivenciei na época.
Aos 13 anos fui para o colégio interno, até então era magra. Era considerada "ruim de comer" pelos meus pais. Quando comia tudo, eles faziam "festa" e eu me sentia "mais aceita".
No colégio, no meio de pessoas estranhas, eu sentia que precisava ser "mais aceita" de qualquer jeito e engordei 5 kg. Meu inconsciente já conhecia um modo e se incubiu do resto: sem perceber comecei a engordar! Nas férias eu emagrecia sem precisar fazer nada. Voltava para o internato, engordava.
Saí do internato, formei-me, casei, tive três filhos e meu peso subia e descia.
Com o tempo, só conseguia baixar o peso com muito sacrifício, porém a vida seguia e meu inconsciente, fiel a mim, continuava a ma fazer cada vez "mais aceita", todas as vezes que precisava.
Com 13, 23, 43, 42 anos, meu inconsciente reagia do mesmo jeito, até que com 43 anos, 'EURECA"! Descobri, através das minhas pesquisas, cursos e autoobservação, a resposta a minha pergunta. Percebi que havia outras maneiras de responder aos sentimentos de rejeição, medo, solidão e insegurança sem ser com coisas de comer.
Bem, esta foi a minha experiência!
Com estas descobertas em mãos, senti um enorme desejo de passar estas informaçãoes para as pessoas que tinham o mesmo problema que eu tive.
Fundei a Meta Real, um trabalho que vem sendo desenvolvido e a cada dia vem se aprimorando e evoluindo!
Muito legal, não é mesmo?
25 anos, emagrecendo e fazendo história!
Venha fazer parte você também: rumo ao Jubileu de Ouro!!!
Pode contar comigo e com toda a equipe da Meta Real!
Beijos,
Roseli Masi

terça-feira, 21 de junho de 2011

Meta Real emagrece mesmo! E a Agatha é prova disso!

Oi pessoal,
tudo bem?

São tantas histórias de sucesso que a cada dia me orgulho mais e mais por fazer parte da equipe Meta Real! São 25 anos emagrecendo muitas pessoas!

Cada aluno que conquista a sua meta é como seu eu pudesse reviver a emoção de alcançar a minha também!

Tive o privilégio de acompanhar o emagrecimento da Agatha e por diversas vezes ela compartilhou suas experiências com o grupo, enriquecendo as palestras e o aprendizado daqueles que ainda estão no caminho.

O segredo de um corpo mais magro é ter uma mente mais FORTE!

Segue aqui o depoimento da Agatha para que você também possa se fortalecer e alcançar sua meta!

Afinal, todos nós SOMOS UMA POSSIBILIDADE!

Meu nome é Agatha e emagreci 15 quilos com a Meta Real.

No passado vivenciei o efeito sanfona e nesses meses que freqüentei a Meta aprendi a comer, a ouvir, a enxergar e a sentir a textura dos alimentos e isso vale para a forma como vejo hoje o mundo ao meu redor.

Eu me reconectei com os sinais do meu corpo e do mundo.

Eu sinto prazer em comer quando tenho fome física, sinto prazer em resolver os problemas pendentes que antes não eram resolvidos, pois, eu comia ao invés de encarar a realidade e sinto muito prazer também em nadar.

Eu aprendi que vale muito mais ter um corpo como o meu do que não ter mais roupa que sirva. Hoje, com a conquista do meu corpo de volta, comecei uma nova fase para o resto da minha vida.

Agatha R. Silva

Aproveito para convidar todos vocês para um encontro nesse domingo:

A equipe da Meta Real estará toda lá e será um prazer muito grande ter a presença de mais pessoas que fizeram parte dessa história, vivenciando ou até mesmo, admirando e respeitando nosso trabalho!
Até lá!
Beijinhos,
Roseli Masi

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Emagrecer é solidário!

Eles são tão lindos!!!
Esse casal é muito simpático, são uns amores! A Andreza e o Rodrigo são meus alunos na Meta Real. Juntos emagreceram: ele mais de 56 kg e ela 8kg (na última sexta a Andreza atingiu a meta dela).
Eu já havia postado a história deles aqui no blog (clique para visualizar) e agora acabaram de sair num especial do dia dos namorados da revista SOU MAIS EU. Eles inspiram qualquer pessoa que queira emagrecer. O Rodrigo contou em uma de nossas palestras que é comum perguntarem se ele fez redução de estômago, pois foram mais de 50 kg eliminados e ele responde: "NÃO FIZ REDUÇÃO DO ESTÔMAGO, FIZ EXPANSÃO DO CÉREBRO!"
Essa é ótima, não é mesmo? Um corpo mais magro é resultado de uma mente mais forte! Eles são prova disso! E você pode ser o próximo!
Se você clicar no título do post poderá conhecer a história de mais dois casais que frequentaram a Meta Real, também se fortaleceram e emagreceram!
Faça você também a sua história!
Conte com meu apoio!
Beijos,
Roseli Masi