quarta-feira, 25 de março de 2009

A dança... a Margareth!

Essas são a Inês e a Margareth, duas dançarinas maravilhosas, que se apresentaram em algumas de minhas aulas para mostrar que todos somos POSSIBILIDADES!

Sou realmente uma pessoa privilegiada, através do meu trabalho como Orientadora na Meta Real, tenho oportunidade de cultivar muitos amigos e aprender com a história de cada um deles.

Eu me emocionei com a Margareth, com a coragem dela para resgatar a dança!

Conheçam a história dessa POSSIBILIDADE!:







Minha história com a dança !!!!


Eu poderia muito bem começar minha história, falando que "puxa vida, depois que casei..."Mas não vou fazer isso até porque já perdoei meu marido e principalmente a mim mesma, por ter passado tanto tempo longe da dança. Uma das coisas que mais gosto de fazer na vida ! Quando solteira, além de sair muito para dançar, desfilava no carnaval na Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira lá fui aceita como passista show junto com meu parceiro de todas as danças durante alguns anos, até que em 1979 (nossa faz tempo....) enfim até que em 1979 viramos cartão postal do Rio de Janeiro. Bom aí casei .....e me mudei para São Paulo, acabou-se o que era doce, deixei de dançar, só trabalhava e cuidava da casa, engravidei e engordei na gravidez 40 quilos, abri meu guarda roupa e doei todas as minhas roupas "normais" porque até então eu pesava 58 quilos antes da gravidez e 40 quilos depois achava que não tinha mais jeito era aquilo mesmo, mas nunca deixei de convidar meu marido para sair para dançar, sem sucesso... Há pouco mais de 4 anos voltei a morar no bairro onde morava desde o comecinho de casada e aqui encontrei uma turma que saía para dançar, eles aprendiam dança de salão em uma academia, faziam apresentações e eu pensei: " nossa quantos anos que joguei minha felicidade no colo de outra pessoa que não curte a mínima para a dança ....por que ? e por que não sair para dançar com minhas amigas depois de dezenas de anos sem fazer o que gosto ? por que ? Resumindo hoje saio para dançar com minhas amigas, eu voltei a me conectar com o universo, porque é assim que vejo a dança, a me encontrar, a ver a pessoa que sou, e mais legal de tudo posso mostrar para os meus filhos o jeito que sou porque até então eles não me conheciam, quando me apresento e vejo meus filhos sentados na platéia eu vejo que é sempre tempo de ser feliz e mostrar para eles que somos responsáveis pela nossa felicidade e tudo que acontece com a nossa vida é responsabilidade exclusiva nossa.

Agradeço a Roseli por me deixar apresentar um pouco da minha dança, obrigada pelas flores ficaram lindas na minha sala hoje vou dormir com o coração cheio de alegria e se eu inspirar uma única pessoa que seja uma dona de casa, uma senhora de meia idade como eu, ou uma profissional que trabalhou a vida inteira e se esqueceu de si própria, que podem sim, viver, ser feliz, sem culpa, a começar a dançar ou fazer o que gosta, se eu inspirei uma pessoa no dia de hoje com a minha dança ou com meu depoimento, posso sair cantando e (dançando..rsrsrs) "Valeu a pena ôo valeu a pena ôõ Bjs e obrigada"Vou me celebrar e encontrar a divindade que mora
dentro de mim".Namastê

8 comentários:

inesbj2003 disse...

Linda a história da Margaret!
Parabéns pela força de vontade e pela iniciativa que retoma aquilo que tanto ama A DANÇA.
Realmente, a dança nos conecta a outro mundo, nos deixa livre para sermos o que realmente somos e mostrar para as pessoas que tudo é possível.
A dança é mágica, é uma linguagem universal que pode ser entendida por todos.
No dia dessa apresentação, eu estava me trocando e a Margareth entrou, extremamente nervosa, muito ansiosa.
Então, ela me disse..."é a primeira vez que danço sozinha e estou muito nervosa". Virei para ela e disse:
Calma, isso é normal. Vc está ansiosa com a apresentação, mas vai dar tudo certo. Vc irá arrasar! Não se preocupe.
Ficamos conversando um pouco mais e, percebi que ela desceu um pouquinho mais tranquila.
E ela realmente, foi MARAVILHOSA dançando.
Sou suspeita, pois adoro todo tipo de dança e a dança cigana (que ela apresentou) é uma das derivações da dança do ventre.
Margareth, continua com essa força e siga assim, linda e maravilhosa encantando a todos por onde vc passa.
Parabéns!
Beijos

Débora Almeida disse...

Oi... Ro... Passei para registrar sobre a aula de sábado foi super mega importante para eu descobri o que estava impedido o meu emagrecimento. Muito obrigada pela sua atenção a cada dia. Sucesso bjos Dé

Anônimo disse...

Muito legal a história da Margareth, sempre bom saber que podemos corrigir, retomar ou recriar rotas.
Valéria

Tamara L. Allgäuer de Melo disse...

FANTÁSTICO!!!!!
PARABÉNS!!!
GRANDE BEIJO.
TAMARA - PLANETA EMAGRECIMENTO.

ROSELI MASI disse...

Ines,
tudo bem?
A apresentação de vocês foi maravilhosa e seu apoio para as meninas foi muito importante, pois acredito que a união faz a força. Quero organizar meu tempo para poder descobrir essa sensação maravilhosa que você diz que a dança noss traz.
Agradeço sua participação de coraçãao!
Beijinhos,
Ro

ROSELI MASI disse...

Oi De,
a aula que você se refere foi a dos medos, né? Foi boa mesmo... Gostei muito de conversar com você nesse sábado. Conte sempre com meu apoio, pois tenho certeza que vai alcançar sua meta!
Beijinhos,
Ro

ROSELI MASI disse...

Val,
agradeço sua visita e você está certíssima, somos os pilotos de nossas vidas, por isso é bom estar atentos para escolher a melhor rota possível.
Beijos,
Ro

ROSELI MASI disse...

Minha Tamara,
sua visita é sempre uma honra!!!
Adoro o Planeta Emagrecimento, passo por lá sempre e recomendo para meus alunos e amigos!
Beijos,
Ro