quarta-feira, 3 de junho de 2009

VOCÊ PROCURA MUDAR A SI MESMO OU INSISTE EM MUDAR OS OUTROS?

Olá pessoal,
o emagrecimento implica em mudanças significativas e na aula da semana passada (Transpondo barreiras inconscientes) pudemos constatar que muitos sentimentos e emoções surgem nesse processo. É necessário soltar esses sentimentos, deixar fluir, pois se não o fizermos eles podem bloquear o emagrecimento, podem levar ao impulso de comer e até desencadear uma compulsão.

Um dos fatores que levam a sentimentos negativos é a expectativa que fazemos em relação as pessoas com as quais convivemos, podemos exigir que cooperem com o emagrecimento, que apoiem a idéia de mudar a alimentação, que estejam sempre disponíveis quando for preciso e se isso não acontecer as emoções negativas afloram. Temos medo de ser rejeitados, de não ser aceitos, de estar fazendo algo errado, então inconscientemente é mais fácil tentar mudar os outros do que a si mesmo.

Frequentemente, esperamos que as coisas se modifiquem, que nosso parceiro mude, que nosso patrão vire outro, que nossos filhos sejam de outra forma, que nossos pais alterem sua maneira de ser. Só então poderíamos realmente ser felizes! Errado! Enquanto não tivermos conseguido nos desapegar, continuaremos a vivenciar altos e baixos.
Quando for capaz de me desapegar dos projetos que elaborei para os outros, serei enfim livre, liberto, pronto para viver o contentamento do espírito.
Certa história conta que um velho sábio foi interrogado sobre sua vida. Ele identificou três etapas importantes em sua existência e as resumia da seguinte maneira;

"Quando eu tinha vinte anos, só dizia uma oração:

"Meu Deus, ajude-me a mudar esse mundo que está tão doente".

Durante vinte anos, lutei como um animal para constatar que, no fim das contas, nada havia mudado.

Na idade de quarenta anos, tinha apenas uma oração:

"Meu Deus, ajude-me a mudar minha mulher, meus pais e meus filhos!"

Durante vinte anos, lutei intesamente para perceber que, no final, nada havia mudado.

Agora, tenho sessenta anos e uma só oração:

"Meu Deus, ajude-me a mudar a mim mesmo"... e milagre! - eis que o mundo ao meu redor começa a mudar!"

Pense nisso!

Beijinhos,

Roseli Masi

4 comentários:

Eu sei que agora eu vou é cuidar mais de mim disse...

Lindo Rô.
Chorei, pois caiu como uma luva para mim.
Me preocupo tanto em mudar as pessoas, meus alunos e as coisas ao meu redor que acabo esquecendo completamente de mim, dos meus defeitos e que não sou surreal.
Obrigada, mais uma vez por abrir meus horizontes.
Amo-te.
Beijos
Patê

inesbj2003 disse...

Oi Rô!
Muito lindo!
Realmente,esta aula mexe bastante com nosso interior.
Eu era assim antes, cuidava mais dos outros do que de mim. Inclusive cheguei a comentar algo sobre isso em meu depoimento.
Por conta do falecimento do meu irmão eu me tornei o pai e a mãe da minha casa, até que um dia, minhas amigas Sabah e Mayara, me puxaram para um canto da sala de aula e me deram um "puxão de orelha" que me fizeram acordar e voltei a ser a filha dos meus pais.
Desde de então, os ajudo da melhor maneira possível, mas eu estou em primeiro lugar.
Foi por conta desse amor que sinto por mim mesma, que ao ver minha foto com 5 kilos a mais que resolvi fazer algo e procurei a meta, mesmo os outros dizendo que isso era besteira que não dava resultado algum.
Hoje, essas mesmas pessoas, me elogiam e viram a besteira que falaram.
Confesso que, de uns dias para cá vinham essas compulsões de comer. Tinha dias que eu conseguia resistir. Outros, comia o que me dava vontade na fome física. Outra vezes, apesar de ter sido poucas, comi fora da fome física.
Na hora da dinâmica da aula transpondo barreiras inconscientes, essas mesmas pessoas vieram em minha mente para me criticar novamente, dizendo: "Está vendo, não disse que era besteira, não existe emagrecimento definitivo, vc está perdendo seu tempo..." e eu respondia: Quem gosta de mim sou eu, EU SOU UMA POSSIBILIDADE, por isso estou e serei magra para sempre, não adianta vcs quererem me desanimar ou tentar me desensentivar, naõ desistirei dos meus objetivos, EU ME AMO MUITO!"
Depois da aula e da dinâmica, a resistência para essas compulsões diminuiram e quando aparecem consigo controlá-las, o que me deixa extremamente feliz!
Beijos

ROSELI MASI disse...

Pate, minha linda! Todos temos defeitos que muitas vezes nos tornam inviduais e únicos. O importante é reconhecer o que precisa ser mudado ou melhorado para nos fazer sentir-se bem, estar em paz! Estamos num processo de autoconhecimento contínuo! A escola da vida não dá diploma pra ninguém!!!
Continue se aperfeiçoando, farei o mesmo! SOMOS UMA POSSIBILIDADE!
Conte sempre comigo!
Beijos,
Ro

ROSELI MASI disse...

Inês, querida!!!
primeiramente quero lhe parabenizar pela sua classificação no concurso de dança! Você realmente encanta com sua arte! Parabéns!
Quanto a aula das barreiras inconscientes, acho sensacional o que ela proporciona, pois às vezes parece estar tudo bem, porém, se pinta uma compulsão aqui, outra ali... é que algo não vai bem! Fico feliz que tenha percebido o que estava acontecendo e te incomodando e que esteja usando as ferramentas dadas nas aulas para ser magra para sempre! VOCÊ É UMA POSSIBILIDADE!
Conte comigo!
Beijos,
Ro